Menu Principal

Anúncio I

domingo, 14 de outubro de 2018

Passeando pelo Vale Europeu [p3]

No período entre os dias 07 e 14 de Outubro realizei uma viagem junto a Luciana com a São José para o seguinte destino: Vale Europeu c/ Curitiba, Beto Carrero World e Oktoberfest.


Confira agora como foi a 3ª parte dessa viagem, onde conto como foi nossa chegada em Santa Catarina e também o bus tour que realizamos em Joinville.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
Clique AQUI, na imagem abaixo ou no link para acessar o índice dessa viagem:



Clicar: [Índice]
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 


Sem mais delongas, vamos ao relato...

DIA 03 - Terça [09 de Outubro de 2018]

Acordamos cedo, pouco antes das 7:00h da manhã, arrumamos as nossas coisas e descemos com as malas, deixando elas na recepção para que o pessoal colocasse tudo no ônibus.



Dali seguimos para o refeitório, onde tomamos o café da manhã.



Em seguida voltamos para o quarto, pegamos as mochilas e as sacolas que estavam faltando e descemos para a recepção, onde fiz nosso check-out e ficamos esperando até que o pessoal terminasse de organizar as coisas para partir. Tive tempo até de tirar da embalagem o souvenir de Curitiba que eu tinha comprado no dia anterior e saquei uma linda foto dele.


Mais um pra minha coleção. Sou viciado em colecionar souvenir de viagens!
Partimos às 8:30h, conforme combinado pelo guia e começamos a seguir a estrada rumo a Balneário Camboriú, em Santa Catarina.




Selfies no busão:



E continuamos na estrada por mais de uma hora, até que chegamos num estabelecimento chamado Rudnick, nas proximidades de Joinville (SC), às 10:20h.





Paramos para usar o banheiro e fazer um lanche rápido. Até avistamos uma cascatinha bem legal próxima aos banheiros.



Luciana se fazendo de difícil e não deixando eu tirar fotos dela direito!
Era para ser uma parada rápida, mas pelo visto uma tal de Terezinha resolveu fazer gracinha e sumiu, acabou dando muito trabalho e deixou todo mundo agitado. Só conseguimos partir dali mesmo às 11:10h por conta dessa mulher, que foi muito folgada e acabou prejudicando todo o grupo [fiquei sabendo que no dia anterior ela havia dormido no ônibus da excursão e seguiu com eles até a garagem].



Ao voltar para o ônibus continuamos com o caminho e rapidamente avistamos o portal de entrada da cidade, mas não dava para parar ali por conta do trânsito intenso e perigoso do local.

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
JOINVILLE, SC


Joinville é a maior e mais populosa cidade do Estado de Santa Catarina e conta com aproximadamente 527 mil habitantes, conforme informações do site da prefeitura. Os primeiros habitantes da cidade foram os indígenas e os portugueses, mas logo em seguida vieram os imigrantes alemães, suíços e noruegueses.

É conhecida por muitos títulos, como o de "Cidade das Flores", por realizar uma festa que acontece anualmente há mais de 72 anos e que atrai muitos visitantes e também de "Cidade dos Príncipes", pois, em 1843, a filha de Dom Pedro I casou com um príncipe francês que ganhou como dote um terreno perto da colônia de São Francisco, que depois virou Joinville.

É considerada uma das melhores cidades do país para se viver e ainda é conhecida por sediar o Festival de Dança de Joinville [onde se tem o maior festival de dança do mundo] e ainda abriga a escola do Teatro Bolshoi do Brasil, a única no mundo fora da Rússia. E para contribuir ainda mais com a fama da cidade, Joinville se destaca também por ser uma forte potência industrial, tendo um turismo de negócios muito forte.

Fontes Pesquisadas:

- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Bus Tour por Joinville

Aqui iniciamos nosso Bus Tour, onde a guia ia nos contando mais sobre a cidade. Além do que citei na descrição de Joinville logo acima, ela também nos explicou mais sobre alguns dos pontos turísticos da cidade e informou que Joinville é muito rica e desenvolvida, que possui uma boa gestão governamental e realmente transpareceu que ela ama muito não só essa cidade, como também o sul em geral.

Logo ao lado do portal da cidade está esse famoso moinho, onde funciona uma das unidades da cervejaria Opa Bier. Com mesinhas ao ar livre, é um ótimo local pra se apreciar a cerveja mais famosa da região.





Museu Nacional de Imigração e Colonização [MNIC]: Está localizado em frente à Rua das Palmeiras num prédio do século XIX tombado pelo IPHAN. Guarda documentos e objetos que contam a história da imigração no Sul do Brasil.


Não deu pra ver bem porque estávamos do lado direito do ônibus e essa atração estava no lado esquerdo. Aí há uma bela rua, chamada de Rua das Palmeiras, por ser cercada de "colunas de árvores". Hoje esse calçadão está localizado entre as ruas Rio Branco e do Príncipe levam ao Museu Nacional de Imigração e Colonização,.


Apesar de realizar o bus tour não chegamos a colocar os pés em Joinville, pois a cidade está mais voltada para o turismo de negócios do que o tipo de turismo que estávamos fazendo, e assim continuamos com nosso caminho, seguindo sempre rumo a Balneário Camboriú.

Algumas fotos do caminho:



Havan: Famosa rede de lojas que possuem uma réplica da Estátua da Liberdade logo a sua frente.
Nessa altura do caminho, vez ou outra já avistávamos o mar à nossa esquerda.

Pelo caminho avistamos uma extensa área portuária que se utilizava de pallets climatizados, em especial para o agronegócio..
E finalmente chegamos em Balneário Camboriú (SC), onde nosso ônibus continuou seguindo a estrada por mais algum tempo.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
Balneário Camboriú, SC



Balneário Camboriú é conhecida como a capital turística do Mercosul, título que demonstra como é apreciada por brasileiros, argentinos, paraguaios, uruguaios e chilenos.

A natureza e infraestrutura da cidade impressionam, com montanhas cobertas pela Mata Atlântica, muitas praias, diversidade de restaurantes, de hotéis e pousadas e, sobretudo, uma vida noturno muito agitada.


É o município com melhor qualidade de vida no litoral de Santa Catarina, ficando atrás apenas de Florianópolis. Alguns cartões postais de Balneário Camboriú receberam investimentos que criaram atrações turísticas modernas e de qualidade, como o Complexo do Cristo Luz, que abriga um excelente restaurante e um mirante com vistas espetaculares e o Parque Unipraias, que possui um bondinho aéreo ligando a praia de Laranjeiras a da Barra Sul, trenó de montanha e uma tirolesa de 900 metros.


Balneário Camboriú é uma cidade movimentada, abrigando dezenas de casas noturnas, algumas com destaque internacional, várias opções de lojas e serviços, além de uma infinidade de bares e restaurantes.


Por ter uma rede hoteleira muito desenvolvida, com mais de cem hotéis, a cidade é o ponto de hospedagem para quem visita o Parque Beto Carrero World, em Penha, sua cidade vizinha. Há excursões com saídas diárias para o parque, bem como para os principais destinos turísticos da região.

Fonte Pesquisada:
https://casadoturista.com.br/balneario-camboriu-sc/
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 








Chegamos no hotel Ibs Styles às 13:30h e estava bem tumultuado, já que viemos em um grupo enorme com quase 40 pessoas, precisávamos fazer o check-in e ainda teríamos de arrumar as nossas coisas bem rápido para voltar ao mesmo local e seguir para o restaurante onde deveríamos almoçar.

Após algum tempo, quando consegui fazer o check-in, pegamos nossas coisas, usamos o elevador e fomos para o 1º andar, onde atravessamos o corredor, viramos à direita e seguimos para o quarto 168, que serviria como nossa estadia até o restante dessa viagem.






Apenas descarregamos as malas no quarto e como a gente sabia que estava tudo tumultuado porque o pessoal tentaria subir o elevador, preferimos descer pelas escadas, mas nossa ideia deu errado porque a sinalização da escadaria do hotel era bem esquisita e acabamos parando na lavanderia. Assim voltamos pra onde estávamos e resolvemos descer pelo elevador mesmo, nos reunindo assim ao restante do pessoal da excursão.

E fomos de mulão, em grupo, andando e atravessando algumas ruas até que chegamos ao restaurante que o guia Luís nos indicou, o Mega.









Almoçamos, conversamos um pouco com o pessoal e às 14:40h voltamos pro hotel. Eu fiquei aguardando na recepção e a Lu deu uma passadinha rápida em nosso quarto para se trocar.



Recepção do Ibis Styles de Balneário Camboriú. Tudo nessa área era ornamentado com carros ou peças de carros. Até mesmo o balcão do hotel estava cheio de carrinhos dos mais diversos tipos.
Às 15:00h parti com a Lu junto a uma parte do grupo no ônibus da São José para fazermos outro passeio, dessa vez conheceríamos a cidade de Brusque (SC), local onde faríamos muitas compras. Como o post ficou bem extenso estarei continuando com o relato na próxima parte.

Para acessar a 4ª Parte desse relato, clique AQUI, na imagem abaixo ou no link:



Clicar: [Parte 4]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo