Menu Principal

Anúncio I

domingo, 14 de outubro de 2018

Passeando pelo Vale Europeu [p6]

No período entre os dias 07 e 14 de Outubro realizei uma viagem junto a Luciana com a São José para o seguinte destino: Vale Europeu c/ Curitiba, Beto Carrero World e Oktoberfest.



Confira agora como foi a 6ª parte dessa viagem, onde conto foi o desfile da Oktoberfest.


- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 
Clique AQUI, na imagem abaixo ou no link para acessar o índice dessa viagem:



Clicar: [Índice]
- - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - - 

Sem mais delongas, vamos ao relato...

DIA 04 - Quarta [10 de Outubro de 2018] (Cont.)

Desfile da Oktoberfest

Pouco antes da hora marcada para começar o evento já começamos a ouvir um tocar de música ao longe, e dentro de pouco tempo apareceu o primeiro grupo musical do desfile da Oktoberfest.



Vídeo 02: 


O desfile funcionava quase como se fosse um bloco de carnaval. Vinha um carro alegórico acompanhado de muitas pessoas e ali estavam os dançarinos, o pessoal que ficava dentro dos carros e ainda os músicos, muitas vezes com trompetes ou outros tipos de instrumentos típicos do carnaval.




Vídeo 03:


Apesar do público estar pequeno, nas palavras do guia, o menor que já viu em muitos anos em toda a história recente desse evento aqui em Blumenau, o pessoal que desfilava estava muito animado e certamente conseguia contagiar quem estava assistindo ao evento.







Vídeo 04:


Ia aparecendo um carro atrás do outro, as vezes demorava um pouquinho e deixava como se fosse um "buraco" vazio na rua, mas nada que atrapalhasse o desfile.



Vídeo 05:


O que eu achei bem legal era que eles iam misturando as músicas, colocando coisas em português, outras em alemão. Vez ou outra cantavam tudo em alemão, mas sempre com aquela empolgação típica dos brasileiros.



Vídeo 06:


Os carros alegóricos tomavam as mais diversas formas e tamanhos e muitos deles faziam menção a algo relacionado com a cerveja, como barris, formatos de chopp e por aí vai. Outro ponto curioso é que os "foliões" costumam encher os copo de cerveja nesses carros e saem enchendo as canecas que o pessoal levou para o evento, o que, aliás, é um dos motivos de muita gente ficar praticamente pendurada na cerca de proteção.

Em dado momento ouvimos um barulhão e até assustamos, mas logo percebemos que tinham começado a estourar alguns fogos.

Vídeo 07:


E o desfile continuava...









Vídeo 08:


Vídeo 09:


Se existisse uma pontuação para o festival certamente eu elegeria esse pessoal do carro do porquinho como o 1º lugar. Eles fizeram a incrível peripécia de misturar porco, com música e grunhidos do animal em alemão ainda por cima, de forma super legal e divertida!



Vídeo 10:


Vídeo 11:


Apesar de ser muito bonito, a essa altura eu já estava começando a achar as coisas repetitivas, já que o padrão era muito parecido sempre: músicos a frente, pessoal com as trombetas, carro alegórico com uma ou algumas pessoas dentro, dançarinos e segue para outro grupo diferente, mas com muitas semelhanças entre si.



Vídeo 12:


Outros grupos:



Vídeo 13:


Vídeo 14:


Enquanto os adultos tinham suas canecas enchidas com cervejas artesanais alemãs, as crianças muitas vezes ganhavam doces e balas e às vezes até brinquedos.




Vídeo 15:


Outro ponto legal é que vi muitas crianças pequenas, às vezes até bebês sendo puxados por carrinhos. O pessoal daqui leva seus filhos para essa festa desde muito pequenos.

Eu estava bem entretido assistindo o desfile até que às 20:40h o guia nos chamou para voltarmos para onde o ônibus estava antes, já que deveríamos ir para o evento em si da Oktoberfest. E assim o fizemos, saímos dali e começamos a andar tudo de volta.






Mas como nem tudo são flores, além da distância enorme que tínhamos de percorrer ele teve outro problema, nesse ponto do evento o pessoal já estava bastante disperso e reunir todo mundo seria uma verdadeira labuta.

Uma parte do pessoal simplesmente tinha sumido e não estavam respondendo aos chamados no zap do grupo. Assim, só acabamos saindo dali mesmo às 21:20h, e isso porque eu acredito que o Luís tenha resolvido deixar muita gente para trás [finalmente fez o certo, afinal, quem não quer cumprir com o combinado tem que aceitar e ir de um lugar para o outro por conta própria, sem prejudicar todo o grupo]!

Pouco tempo depois já estávamos descendo novamente...




Mal saímos do ônibus e já percebemos como as coisas estavam bagunçadas. Havia uma multidão de pessoas querendo entrar e comprar os ingressos, e apesar de haver muitos caixas o fluxo de gente e de ônibus entrando no local era extremamente alto.

Segui com a Lu bem andando bem rápido [acho que nessa hora deixamos todos os velhinhos do nosso grupo para trás. Haviam pessoas mais novas que a gente na excursão da São José, mas nenhuma delas estava desacompanhada como nós e se não me engano só vi uma criança nesse grupo, mas não estava no ônibus nessa hora].

Em pouco tempo já estávamos na frente da bilheteria.



Apesar da fila estar um pouco bagunçada e do pessoal estar bastante agitado nessa hora, conseguimos comprar nossos ingressos [tanto eu quanto a Lu tivemos de pagar o valor integral dos ingressos] e já voltamos pelo percurso que estávamos antes, indo agora em direção a entrada.




Chegamos! Agora estaríamos participando da 2ª maior Oktoberfest do mundo, a Oktoberfest de Blumenau! Mas isso fica para o próximo post porque esse ficou extenso e carregado por conta dos vários vídeos.

Para acessar a 7ª Parte desse relato clique AQUI, na imagem abaixo ou no link:



Clicar: [Parte 7]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Botão Voltar ao Topo